Taquara: Um Pouco de História

O nome do bairro é originário de uma espécie de bambu utilizado para fabricar cestos, que existiam em grande quantidade na região, onde foi erguida a sede da Fazenda da Taquara, em 1757, propriedade da família do barão da Taquara, existente até hoje. A Taquara possui uma expressiva quantidade de imigrantes portugueses, que se instalaram na região desde a época do Império, implantando, então, os primeiros estabelecimentos comerciais do local.

A Fazenda da Taquara, popularmente conhecida como Fazenda da Baronesa, localizada na Estrada Rodrigues Caldas, reúne um importante acervo arquitetônico que remonta ao período colonial da nossa história. A Capela de Nossa Senhora dos Remédios e Exaltação da Santa Cruz, construída em 1738, e a casa sede da fazenda, edificada em meados do século XVIII, são dois importantes bens históricos edificados nessas terras.

D. Pedro II se hospedou durante dois meses, de novembro a dezembro de 1843, na Fazenda da Taquara. O objetivo era cuidar da saúde da princesa Dona Januária, já que a região, conhecida nessa época como Sertão Carioca, era considerada um local propício para tratamentos de doenças em decorrência do seu ar puro.

A Fazenda da Taquara foi reconhecida, pelo Projeto de Lei Nº 464/2009, como uma das sete maravilhas do bairro de Jacarepaguá, sendo classificada na quarta colocação. Recentemente, a prefeitura da cidade manifestou a vontade de transformar a fazenda em um bosque.

 

 

 

2 Comentários

  1. Elizabeth disse:

    Que possa transformar em bosque mas que respeite a história e não ponha a baixo as construções históricas como a Capela e a casa sede.
    Um país que não pode deixar de preservar sua história, suas construções e monumentos.

  2. Sem dúvida Elizabeth! Agradecemos a participação! Um grande abraço!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *